Fique por Dentro

1ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

São os cuidados Domiciliares de baixa, média ou alta complexidade de risco, que incluem a equipe multidisciplinar de atendimento, plantões presenciais com técnicos em enfermagem 24 horas beira leito, equipamentos médico hospitalares e medicações de acordo com a necessidade do paciente;

Uma das principais funções da internação domiciliar é preparar a família para promover os cuidados que o paciente necessitará após a alta quando reabilitado;

É necessária e imprescindível a presença de um cuidador domiciliar, que poderá ser um familiar ou uma pessoa contratada para estes cuidados, e um familiar responsável, que intermediará a relação com a Ágape Assistência Domiciliar;

O tipo de serviços e assistência prestados serão definidos por relatório médico para cada serviço;

A avaliação inicial poderá acorrer nas redes de hospitais ou na própria residência;

No caso de serviços por convênios de saúde, será necessário verificar condições entre paciente e convênios de saúde, recursos costeados pelo convênio de saúde e quais ficarão a cargo da família.

2CUIDADOS PALIATIVOS

Os cuidados paliativos, sem dúvida é o exercício da arte do cuidar aliado ao conhecimento cientifico, que a associado a ciência a arte do cuidar, proporcionam o alívio do sofrimento relacionado com a doença.

Cuidados paliativos, sendo definido pela organização de saúde (OMS), em 2002, como: A abordagem que promove a qualidade de vida de pacientes e de seus familiares diante de doenças que ameaçam a continuidade da vida, por meio da prevenção e do alívio do sofrimento. Requer o identificação precoce, a avaliação e o tratamento impecável da dor e de outros problemas de natureza psicossocial e espiritual.

SÃO PRINCÍPIOS DE CUIDADOS PALIATIVOS DE ACORDO COM O OMS:

• Afirmar a vida e encarar a morte como um processo natural;

• Não abreviar ou prorrogar a morte;

• Propiciar alívio da dor e de outros sintomas;

• Integrar os aspectos psicológicos e espirituais dos cuidados ao paciente;

• Oferecer apoio aos pacientes e estimulá-los a viver tão ativamente quanto possível até o fim da vida;

Portanto, com base na definição e nos princípios apresentados, resume-se o objetivo maior dos cuidados paliativos, sendo promover a qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares, por meio da atuação da equipe multiprofissional.

3DOMICÍLIO COMO ESPAÇO DE REABILITAÇÃO E RECUPERAÇÃO

O processo natural do envelhecimento afeta a visão, a audição, o apetite, o sono, o equilíbrio, enfraquece a musculatura e os ossos. Com isso aumenta muito o risco de quedas e acidentes domésticos, considerados hoje um verdadeiro problema de saúde pública, principalmente com o aumento da expectativa de vida da população brasileira, que hoje é de 73 anos, em média, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O quadro no alto da parede diz "lar doce lar" e, com ele, aparece uma casa muito bem arrumada, confortável, aconchegante, mas cheia de surpresas.

Uma casa pode ser muito bonita, mas é cheia de armadilhas que, podem se transformar em sérios problemas, dependendo dos acidentes que poderão ocorrer dentro dela.

É fundamental saber prevenir acidentes em casa, em se tratando de idosos, crianças e pessoas portadoras de necessidades especiais. Essas pessoas são suscetíveis a algumas alterações como da audição e da visão, dificuldades de locomoção, devido a processos como osteoporose, reumatismo, alterações neurológicas, cognitivas, dentre outras.

LOCOMOÇÃO

Muitas vezes esquece-se que o doente acamado ou aquele que apenas fica em casa, ou mesmo no quarto, sente necessidades de sair, ver pessoas ou olhar o movimento da rua;

Com algumas mudanças, é possível levar a pessoa com dificuldade de locomoção para outros cômodos da casa ou mesmo para áreas externas sem riscos de acidentes;

Uma dessa mudanças seria aumentar a largura de portas e corredores para a passagem de uma cadeira rodas; Outra mudança seria a Substituir degraus por rampas, dentre outros.

VENTILAÇÃO

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o ambiente fechado não previnem doenças e podem provocar acidentes;

Estar em um ambiente pouco arejado e abafado, poderá provocar desmaios, e outros desconfortos respiratórios;

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o ambiente fechado não previnem doenças e poderá provocar acidentes.

TAPETES

A preferência é que não haja tapetes, para evitar que se enrolem e propiciem quedas.

Caso não possam ser retirados da passagem, deve-se prendê-los ao chão com material antiderrapante.

PISOS

O correto é que não sejam encerados para evitar quedas, mas caso não seja possível, deve-se tomar cuidados com o material usado na sola dos sapatos e também com o modelo;

Mesmo não encerados, muitos pisos já são escorregadios por si só;

É preciso cuidados ao correr dentro de casa, por exemplo para atender ao telefone.

SAPATOS

Evitar usar sapatos abertos e com saltos muito altos, pois prejudicam o equilíbrio;

Evitar usar chinelos, pantufas e qualquer tipo de calçado que não tenha calcanhar, principalmente se houve alguma dificuldade de locomoção.

BANHEIROS

Os banheiros são sem dúvida, o grande inimigo do idoso na residência, Portanto, deve-se prestar atenção a alguns itens:

Evitar banheiras, pois o simples fato de entrar e sair delas pode provocar quedas;

Barras de apoio podem ser colocadas nas laterais do vaso sanitário e dentro do boxe para facilitar as atividades;

Manter uma cadeira higiênica no banheiro em casos de problemas de equilíbrio e locomoção;

É de fundamental importância o uso de piso antiderrapante, principalmente em frente ao boxe.

ESCADAS

Coloque corrimão em ambos os lados;

Se possível coloque corrimão nos corredores;

Retire os tapetes e coloque uma tira antiderrapante em cada degrau.

ILUMINAÇÃO

Deve ser adequada em todos os ambientes;

Nas escadas com sensor de presença;

Durante a noite deixar um ponto de luz para evitar sair da cama no escuro.

DISPOSITIVOS AUXILIARES (BENGALAS E ANDADORES)

Diante de todos os perigos existentes dentro de casa, o uso de dispositivos auxiliares torna-se necessários, já que estudos mostram que 1 a cada 3 idosos caem por ano e 50% desses forem sérias lesões.

Tais dispositivos trazem benefícios a seus usuários como:

Aumenta a base de sustentação;

Melhor a estabilidade anterior e lateral do corpo;

Melhor o equilíbrio.

4REGULAMENTAÇÃO DOS SERVIÇOS

A Ágape conta com serviços desde procedimentos pontuais, curativos e infusões intravenosas, terapia nutricional, serviços de monitoramento de pacientes com doenças crônicas, até procedimentos complexos que demandem assistência integral. Trabalhamos com internação domiciliar de indivíduos.

Nossos serviços de Assistência Domiciliar estão de acordo com as legislações e normativas vigentes pela Agência Nacional de vigilância sanitária.

O escopo dos programas da instituição seguiu a definição da Resolução RDC nº 11, de 26 de janeiro de 2006 da ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que dispõe sobre o Regulamento Técnico de Funcionamento de Serviços que prestam Assistência Domiciliar.